sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Meu Planner 2021!

Publicado em: 09 de maio de 2018

Revisado em: 15 de dezembro de 2020

Vocês devem ter reparado nos últimos posts que eu estou virando a louca do planner logo no começo do ano, na é? E hoje tem uma postagem para mostrar para vocês o que tem dentro do meu planner de 2021!


Atenção: todas as imagens deste post são de autoria própria


Meu planner 2021

Quando eu comprei o meu planner de 2021, me perguntei seriamente se eu iria conseguir seguir a minha organização, já que 2020 foi um tapa na cara de muita gente mas resolvi persistir na meta Juliana organizada.

O que eu escolhi foi o planner West Village e comprei na loja Ipanema Papeis, uma loja do Rio de Janeiro e tinha um preço mais acessível para mim. O produto chegou super rápido e com mimos (não é um publi, mas se a Ipanema Papeis quiser é só entrar em contato hehe), assim como das outras vezes que comprei lá.

 O que eu levo em consideração e eu acho definitivo para comprar um planner são as folhas da visão semanal pautadas, pois gosto muito escrever e fico agoniada quando escrevo “descendo o morro” ou “subindo o morro”.

 


Ao abrir o planner de capa dura, há uma bolsinha para você colocar seus papeis e, em seguida, a folha de adesivos. Depois, temos uma parte para colocar seus dados, caso você perca o seu planner e, logo em seguida, os calendários de 2021 e 2022. A página seguinte tem uma lista e uma pequena tabela com alguns os feriados internacionais dos países Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Honduras, México, Panamá, Paraguai, Porto Rico, República Dominicana e Uruguai, caso você tenha contatos nesses locais ou pretende viajar.

O habit tracker é algo que eu nunca usei em um planner e é usado para você controlar os seus hábitos para ter uma rotina mais produtiva. Em 2021 pretendo usar, porém não há muitos espaços para os hábitos caso você queira ter uma visão anual de um determinado hábito (há apenas 32 espaços com os meses definidos por você).

Depois tem as listas que eu também achei pouca. Acho que só oito espaços para fazer listas é bem pouco, acredito que 16 espaços seriam melhor, pois não há um espaço para metas anuais e meu instinto foi utilizar um espaço para a meta anual, além de separar coisas aleatórias que quero comprar, livros, filmes, animes, séries e outras coisas.

Em seguida, mais uma coisa que tem em planner e eu não me lembro de ter usado, que é o planejamento mensal. Bom, 2021 está aí para que eu, talvez, utilize esta parte no planner.

Eu separei, na primeira página do planner, a minha legenda para os compromissos. Na verdade, eu utilizei o post it que estava no planner de 2020 para usar as mesmas cores. Vermelho é para compromissos importantes, azul para coisas do blog, preto para coisas do YouTube, verde para consultas médicas, roxo para Twitch, rosa para faculdade, marrom para diversos e um azul mais claro para redes sociais. Ufa!

 


Outra coisa que eu fiz e que já havia feito antes é colocar post its aleatórios com várias mensagens positivas espalhados pelas páginas. Vi no Facebook que, em um dos escritórios da Blizzard, o banheiro feminino é repleto de post-its positivos. Como eu tenho muito problema de baixa auto-estima, fiquei inspirada nesta ideia e coloquei, em páginas aleatórias, mensagens motivacionais.


A visão mensal tem um espaço muito grande. Consigo colocar em média de quatro coisas para fazer, pois minha letra é um pouco grande. Por isso, tenho uma lista de prioridades para colocar: as coisas urgentes, consultas médicas, os posts e/ou os vídeos e os compromissos da faculdade.


Outro detalhe que salva muito são os post its (sim, sou apaixonada por post its) com compromissos móveis, aqueles que eu posso fazer com o passar do tempo e que não afetam no andamento da semana, como organizar pastas do computador. 

As atividades riscadas são as coisas que eu já fiz, para eu ter um controle maior e passar para a próxima tarefa.

Outra coisa importante que eu fiz é, como tem muita página para anotações, coloquei tópicos que eu achei importante para minha organização. Tem os dados do canal, dados do blog, dados da Twitch e dados de outras redes sociais.

Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube

Esse foi um post só falando sobre o planner e como eu me organizo. Vocês gostam de posts assim? Deixem nos comentários <3


segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Planners para baixar e comprar!

As postagens sobre planners ainda não acabaram! Além deste post, na sexta-feira vai sair mais uma falando sobre o meu planner e como me organizo. Porém hoje eu separei para vocês alguns planners gratuitos e pagos para vocês se organizarem neste ano de 2021!

Lojas para comprar planners:

Ipanema Papéis

Tilibra

Kalunga

Americanas

Foroni

Amazon 

Planners para download:

Virou tendência

Blog Dreamy Girl

Viver com criatividade

Quero me formar

Isa Gomes

Apenas detalhes

Ufa tá feito

Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube

E aí, quais são seus planos para organização em 2021? Vamos trocar ideias nos comentários!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Review: Cuphead

Publicado em: 16 de maio de 2018

Revisado em: 26 de maio de 2020

O jogo Cuphead é uma mistura de rage, com um ar retrô, trilha sonora fantástica e mecânicas que lembram jogos de plataforma. O jogo é uma boss fight que promete muitas nostalgias para todo mundo. Vem conhecer um pouco mais sobre o brilhante Cuphead!


Informações

Título: Cuphead

Gênero: Ação, Indie

Desenvolvedor: Studio MDHR Entertainment Inc.

Distribuidora: Studio MDHR Entertainment Inc.

Data de lançamento: 29/set/2017

Sobre o jogo

Cuphead é um jogo de ação e tiros clássico, com enorme ênfase nas batalhas de chefes. Inspirado nas animações infantis da década de 1930, os visuais e efeitos sonoros foram minuciosamente recriados com as mesmíssimas técnicas dessa era, com destaque para desenhos feitos à mão, fundos em aquarela e gravações originais de jazz.

Jogue como Cuphead ou Mugman (nos modos um só jogador ou cooperativo) e atravesse mundos estranhos, adquira novas armas, aprenda supergolpes potentes e descubra segredos ocultos, tudo isso enquanto tenta pagar a dívida que você fez com o diabo!

 

Imagem: Tenor

Review

Confesso que, de primeira, o jogo não me conquistou. Achei que ele seria meio bobo e não interessei. Porém, após pesquisar algumas soundtracks de games no YouTube, encontrei a soundtrack de Cuphead e foi amor à primeira música. Então eu pesquisei mais sobre o jogo e fui tomada pela nostalgia e pela gameplay.

O jogo começa com Cuphead e Mugman fazendo várias apostas no cassino do diabo. Como eles estavam em uma onda de sorte, ganhando todas as apostas, o diabo começou a se interessar pelos irmãos. Com isso, resolveu aumentar a aposta: se os irmãos ganhassem a próxima, todo o dinheiro do cassino seria deles. Caso contrário, se perdessem, a alma deles pertenceria ao diabo. Cego pelas riquezas, Cuphead logo girou os dados e eles perderam.

Imagem: Amino

Leia mais posts de games!

Porém, implorando para que o diabo não leve as almas, eles fizeram um acordo: se os garotos pegarem todas as almas das pessoas que devem, eles seriam perdoados. Logo, os dois irmãos devem começar a colher as almas dos devedores.

A mecânica do jogo é bem simples: pular e atirar. Só que o jogo é muito difícil, pois, em cada fase, o chefe fica mais imprevisível. Por outro lado, você vai se divertir bastante com a trilha sonora fenomenal que merecia o Game Awards de 2017.

 

Imagem: Pinterest

Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube

E você, já conhecia este jogo? Ficou curioso para jogar? Conta mais para mim nos comentários!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Livros do Kindle que ainda não li

Publicado em: 20 de Janeiro de 2017

Revisado em: 26 de maio de 2020

Comprar livros no Kindle chega a ser levemente terapêutico, porém fica uma lista imensa de livros para ler que eu ainda não li. Separei alguns livros do meu e-reader que ainda não li, em breve vai sair um post com os livros da estante que eu ainda não li e, caso você tenha lido algum deles, deixe nos comentários para me inspirar a ler!


Saga do Bruxo Geralt de Rívia (Andrzej Sapowski): Geralt de Rívia é um bruxo sagaz e habilidoso. Um assassino impiedoso e de sangue-frio treinado, desde a infância, para caçar e eliminar monstros. Seu único objetivo: destruir as criaturas do mal que assolam o mundo. Um mundo fantástico criado por Sapkowski com claras influências da mitologia eslava. Um mundo em que nem todos os que parecem monstros são maus nem todos os que parecem anjos são bons...

Saga Gossip Girl (Cecily Von Ziegesar): Procurando por glamour, escândalos, fofocas e o que há de mais cool entre a juventude dourada da big apple? Uma espécie de Sex and the city teen, número um na lista dos mais vendidos do New York Times, a série GOSSIP GIRL, criada pela escritora Cecily Von Ziegesar, já é uma febre ao redor do mundo. Mais de um milhão de exemplares vendidos, filme com estréia marcada para 2006 e milhares de fãs. Gossip Girl – as delícias da fofoca é o primeiro volume desta série provocante que revela os segredos dos adolescentes ricos, bonitos, chiques e cheios de problemas na Nova York contemporânea.

Lugares Escuros (Gillian Flynn): Libby Day tinha apenas sete anos quando testemunhou o brutal assassinato da mãe e das duas irmãs na fazenda da família. O acusado do crime foi seu irmão mais velho, que acabou condenado à prisão perpétua. Desde aquele dia, Libby passou a viver sem rumo. Uma vida paralisada no tempo, sem amigos, família ou trabalho. Mas, vinte e quatro anos depois, quando é procurada por um grupo de pessoas convencidas da inocência de seu irmão, Libby começa a se fazer as perguntas que até então nunca ousara formular. Será que a voz que ouviu naquela noite era mesmo a do irmão? Ben era considerado um desajustado na pequena cidade em que viviam, mas ele seria mesmo capaz de matar? Existiria algum segredo por trás daqueles assassinatos? Gillian Flynn intercala a trajetória detetivesca de Libby com flashbacks dos acontecimentos do dia dos crimes com tanta habilidade que o leitor é levado a diferentes direções. Escrito com primor, Lugares escuros não só mostra como a memória é passível de falhas, mas também evidencia as mentiras que uma criança pode contar a si mesma para superar um trauma.

O Milagre da Manhã (Hal Elrod): Conheça o método simples e eficaz que vai proporcionar a vida dos sonhos ― antes das 8 horas da manhã! Hal Elrod explica os benefícios de acordar cedo e desenvolver todo o nosso potencial e as nossas habilidades. O milagre da manhã permite que o leitor alcance níveis de sucesso jamais imaginados, tanto na vida pessoal quanto profissional. A mudança de hábitos e a nova rotina matinal proposta por Hal vão proporcionar melhorias significativas na saúde, na felicidade, nos relacionamentos, nas finanças, na espiritualidade ou quaisquer outras áreas que necessitem ser aprimoradas.

Saga Elixir (Hilary Duff): Com seus dezessete anos, Clea Raymond vem sentindo o brilho dos holofotes desde que nasceu. Filha de um renomado cirurgião e uma importante política, ela se tornou uma talentosa fotojornalista, refugiando-se em um mundo que a permite viajar para diversos lugares exóticos. No entanto, após seu pai ter desaparecido em uma missão humanitária, Clea começa a perceber imagens sinistras e obscuras em suas fotos revelando um belo homem que ela nunca viu antes. Quando o destino faz Clea se encontrar com esse homem, ela fica espantada pela conexão forte e instantânea que sente por ele. Conforme se aproximam e se envolvem no mistério do desaparecimento do pai de Clea, eles descobrem a verdade secular por trás dessa intensa ligação.

O Senhor dos Anéis (J. R. R. Tolkien): Apesar de ter sido publicado em três volumes – A Sociedade do Anel, As Duas Torres e O Retorno do Rei – desde os anos 1950, O Senhor dos Anéis não é exatamente uma trilogia, mas um único grande romance que só pode ser compreendido em seu conjunto, segundo a concepção de seu autor, J.R.R. Tolkien. Com design cuidadosamente pensado para refletir a unidade da obra e os desenhos originais feitos por Tolkien para as capas de cada volume, este box reúne os três livros da Saga do Anel e oferece aos leitores uma nova oportunidade de mergulhar no notável mundo da Terra-média.

O Estranho Caso do Dr. Jekyll e do Senhor Hyde (Robert Louis Stevenson): O livro conta a história de Utterson, um advogado que acompanha os horrores acontecidos em Londres no final do século XIX por um misterioso homem que comete crimes e provoca a polícia metropolitana. O clima sombrio da capital inglesa contorna a história e dá o tom de mistério, pois mesmo durante o dia, a névoa deixa a cidade escura, transformando os transeuntes em vultos.


Imagem: tenor

O Ano em que Disse Sim (Shonda Rhimes): Um livro motivador da aclamada e premiada criadora e produtora executiva dos sucessos televisivos Grey’s Anatomy, Private Practice e Scandal, e produtora executiva de How to Get Away with Murder. Você nunca diz sim para nada. Foram essas seis palavras, ditas pela irmã de Shonda durante uma ceia de Ação de Graças, que levaram a autora a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, Shonda decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para as oportunidades que surgiam. Os “sins” iam desde cuidar melhor de sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows e discursos em público. Além disso, Shonda deu um difícil passo: dizer sim ao amor próprio e ao seu empoderamento. Em O Ano em que disse sim, Shonda Rhimes relata, com muito bom humor, os detalhes sobre sua vida pessoal, profissional e como mergulhar de cabeça no “Ano do Sim” transformou ambas e oferece ao leitor a motivação necessária para fazer o mesmo em sua vida.

O Corcunda de Notre Dame (Victor Hugo): Na Paris do século XV, a cigana Esmeralda dança em frente à catedral de Notre Dame. Diante da sua beleza, curvam-se o poeta Pierre Gringoire, o arquidiácono Claude Frollo, o disforme sineiro Quasímodo e o capitão Phoebus de Châteaupers. O corcunda de Notre Dame, de Victor Hugo, retrata uma Paris ainda gótica que testemunha o fim de uma época e o início de outra.

Caixa de Pássaros (Josh Malerman): Romance de estreia de Josh Malerman, “Caixa de Pássaros” é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Doze por doze (vários autores): A chegada do ano novo traz consigo o desejo de renovação. Renovamos nossas esperanças, nossos desejos, nossas metas... E, ao início, não sabemos o que esperar do novo ciclo, mas e se... Pudéssemos medir a intensidade de um ano através de suas histórias? Essa é a proposta do “Doze por Doze”. Trazer variados contos, dos mais variados gêneros, para nos fazer enxergar quantas coisas incríveis podem acontecer no período de 12 meses; de 365 dias. (sinopse: Amazon)

A garota no trem (Paula Hawkins): Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.

Convite para um Homicídio (Agatha Christie): “A história mais engenhosa que Agatha Christie já escreveu.” Daily Express. Durante mais uma tranquila e monótona manhã no pequeno vilarejo inglês de Chipping Cleghorn, um anúncio no jornal local deixa os habitantes em polvorosa: todos são convidados a presenciar um homicídio. Pensando ser apenas um jogo de detetive, os vizinhos comparecem em peso, sem estar preparados para o que viria a seguir. Em meio a passados nebulosos e jogos de aparências, o cenário descortinado revela que ninguém é o que parece ser. Para resolver o mistério, a polícia conta com a perspicácia de Miss Jane Marple. Por trás dos cabelos brancos e das agulhas de tricô, a simpática velhinha imortalizada por Agatha Christie tem um profundo conhecimento do ser humano – e das atrocidades de que ele é capaz.

O grande Gatsby (F. Scott Fitzgerald): Este clássico do século XX retrata a alta sociedade de Nova York na década de 1920, com sua riqueza sem precedentes, festas nababescas e o encanto das melindrosas ao som do jazz. O sol em ascensão desse universo cintilante e musical é o enigmático milionário Jay Gatsby, ao redor do qual orbitam três casais glamorosos e desencontrados, numa trama densa, repleta de intrigas, paixões e conflitos que precipitam o trágico eclipse. Recriação soberba de um dos períodos mais prósperos da história dos Estados Unidos, 'O Grande Gatsby' é uma crítica mordaz à insensibilidade e imoralidade revestidas de ouro da chamada Era do Jazz, e um dos melhores romances - talvez o melhor - já escritos nesse país.

Gatos guerreiros (Erin Hunter): A primeira aventura da incrível série dos GATOS GUERREIROS, que teve mais de 6 milhões de exemplares vendidos na Europa e nos Estados Unidos. Ferrugem se contorceu e gritou, tentando escapar do agressor que se colocara às suas costas e o prendera com garras incrivelmente afiadas. Sentiu no pescoço os dentes pontudos. Ao longo de gerações, quatro clãs de gatos selvagens dividiram o território da floresta de acordo com as leis prescritas por seus ancestrais. Mas os gatos do Clã do Trovão correm sério perigo porque o malévolo Clã das Sombras se fortalece a cada dia. No meio dessa turbulência, aparece um “gatinho de gente”, Ferrugem, que pode vir a se tornar o mais valente de todos os guerreiros.

Apenas um dia (Gayle Fornan): A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. 'Apenas um Dia' fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.

A menina mais fria de Coldtown (Holly Black): No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair.Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.

Saga Wild Cards (George R. R. Martin): Ao fim da Segunda Guerra Mundial, a Terra é salva por pouco de um meteoro alienígena. Porém, o vírus que a bomba espacial carrega cai em Nova York e, gradativamente, espalha-se pelo mundo, contaminando parte da população e dotando parte dos sobreviventes com poderes especiais. Alguns foram chamados de ases, pois receberam habilidades mentais e físicas, alguns foram amaldiçoados com alguma deficiência bizarra e, por isso, batizados de coringas. Parte desses seres, agora especiais, usava seus poderes a serviço da humanidade, enquanto outros despertaram o pior que havia dentro de si. Série criada pelo genial George R. R. Martin a partir do jogo de RPG GURPS Supers, que desenvolveu para se distrair com seus amigos. O primeiro volume conta a história dos principais personagens que povoarão as páginas desta série de 22 títulos (editada e também escrita pelo autor de As crônicas de Gelo e Fogo).


Imagem: Giphy

Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube

Todas as sinopses foram retiradas dos sites Amazon ou Saraiva.

Estes são apenas alguns livros que estão no meu Kindle, devo ter mais uns 10 que não coloquei aqui. E vocês, já leram algum desses? Conta para mim o que achou para me animar a ler haha.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Vale a pena ter um planner?

Publicado em: 16 de dezembro de 2016

Revisado em: 15 de dezembro de 2020


Quando eu comprei o meu primeiro planner não imaginei que este objeto iria mudar a minha vida da forma que mudou. Apesar de eu ainda não ser uma das pessoas mais organizadas do mundo, o planner me ajudou bastante a ter mais noção do que eu tenho que fazer no dia e o que é prioridade ou não. Vem ver algumas dicas sobre o objeto caso você esteja na dúvida sobre a compra.



Em 2017, meu objetivo era ser mais organizada e, com muitas coisas para fazer na cabeça (afinal, era fim de faculdade, eu estava com dez matérias se não me engano, além de ter estágio e estar com o blog e o canal a todo vapor), resolvi seguir recomendações das blogueiras e youtubers e comprei um planner.

Minha primeira experiência não foi muito positiva em 2016, mas eu não tinha um planner físico. Usava planilhas do Excel, planners editáveis ou baixava planners gratuitos em pdf e adicionava anotações pelo Adobe e nunca dava certo. Já até cheguei a imprimir, mas, ainda assim, não conseguia me adaptar e me achava a pessoa mais desorganizada de todas.

Quando eu comprei um, pensei “vai ser a última vez que vou dar uma chance para o planner”. Na época, comprei na Meg e Meg e já comecei a ficar apaixonada com o cuidado que a Jessica teve ao montar o planner e os pequenos detalhes do objeto (além do preço) me inspiraram a usá-lo, tanto que eu uso um planner até hoje.


Imagem: Tenor

Depois de 2017, todo ano eu comprei um planner para me ajudar na organização e eu acredito que, à medida que os anos foram se passando, minha organização ficou melhor. Claro que tem alguns dias que eu nem lembro da existência dele (ainda mais em 2020 que foi um ano mais difícil e eu deixei meu planner bem de lado).

Enfim, se você é uma pessoa que quer ser mais organizada e quer ter uma visão mais ampla, eu recomendo muito você comprar um planner para se organizar em 2021 e nos próximos anos. Não irei falar muito sobre o planner que eu uso pois farei isso em outro post e há vários modelos de planners online com conteúdos diferentes – alguns possuem espaço para metas a serem concluídas no ano, outros possuem apenas metas mensais, varia muito.


Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube


Há vários modelos de planners online e físicos que irei separar direitinho em um post mais para frente, então para não perder as minhas dicas, sigam o blog e acompanhem nas redes sociais que eu aviso quando vai ter post novo lá!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2021

Vale a pena ter um Kindle?

Postado em: 05 de outubro de 2016
Revisado em: 02 de janeiro de 2021

Ultimamente vi em muitos grupos de leitores no Facebook que participo perguntando se vale a pena comprar um Kindle. Pensando nisso, decidi compartilhar minha experiência utilizando um Kindle aqui com vocês.



Atenção: As especificações técnicas e a resenha abaixo são válidas para o modelo de Kindle que eu tenho, que é o Kindle Paperwhite. Como há outros produtos, as especificações técnicas e o uso podem variar.

Sobre o produto:

Tela: Tela de 6" com tecnologia Paperwhite E Ink Pearl™, 167 ppi, tecnologia de fonte otimizada e escala com 16 níveis de cinza
Tamanho: 160 mm x 115 mm x 9,1 mm
Peso: 161 g
Requerimentos do sistema: Nenhum; completamente sem fio e não necessita de um computador para baixar o conteúdo
Armazenamento no dispositivo: 4 GB (armazenamento destinado a conteúdo e sistema operacional); armazena milhares de eBooks
Armazenamento na nuvem: Armazenamento gratuito na nuvem para todo o seu conteúdo
Duração da bateria: Uma única recarga com a capa dura até quatro semanas, baseado no uso de 30 minutos por dia com wireless desligado. Duração da bateria irá variar de acordo com uso do wireless.
Tempo de carregamento: Bateria 100% carregada em aproximadamente 4 horas quando ligada por um fio USB a um computador
Conexão Wi-Fi: Compatível com redes Wi-Fi públicas e privadas ou hotspots que usem os padrões 802.11b, 802.11g ou 802.11n com suporte para segurança WEP, WPA e WPA2 por meio de autentificação com senha ou WPS (Wi-FI Protected Setup)
Formatos de conteúdo compatíveis: Kindle Format 8 (AZW3), Kindle (AZW), TXT, PDF, MOBI desprotegido e PRC normalmente; HTML, DOC, DOCX, JPEG, GIF, PNG e BMP após conversão
Recursos de acessibilidade: O leitor de tela VoiceView, disponível por meio de áudio Bluetooth, permite o acesso à maioria dos recursos Kindle. O Kindle também inclui a habilidade de ajustar tamanho e tipo da fonte, espaçamento de linhas e margens.
Documentação: Guia de início rápido (incluso na caixa); Guia do usuário Kindle (pré-instalado no dispositivo) [PDF]. Informações adicionais em diversos idiomas na internet.
Garantia: Garantia limitada de um ano inclusa. O uso do Kindle está sujeito aos termos encontrados aqui.
Incluso na caixa: Kindle, cabo USB 2.0 para recarga e Guia de início rápido.

Opinião

Eu comprei o meu Kindle no dia do consumidor, aproveitando que estava com um mega desconto e eu fui e comprei. O meu modelo é o mais antigo e eu uso apenas para ler ebooks da Amazon e PDFs de livros e da aula. Nunca testei os outros formatos, então vou falar somente sobre as minhas duas formas de leitura.
A leitura no Kindle é muito fácil, eu achei que ia demorar para me adaptar mas foi só muito fácil adaptar. A luminosidade da tela não é alterada, logo você não pode ler no escuro e isso pode dificultar caso você tenha algum problema de visão. Um ponto positivo que eu achei é que o tamanho da fonte é alterável, se você tem problema para ler letras pequenas tem como alterar.
Mais pontos positivos que eu encontrei foi o fato de você poder pesquisar uma palavra que você não sabe o significado ou então ver a tradução da palavra, caso seja de um idioma diferente. O aparelho também mostra a porcentagem do livro que já foi lida e quanto tempo que falta para acabar o capítulo no caso de ebooks comprados pela loja da Amazon, no caso de pdfs é mostrado a página que você está.

Imagem: Hack a Day
Além disso, com o Kindle você tem acesso a loja da Amazon, que vende muitos ebooks com desconto (e eu choro com a fatura do cartão, pois a editora nemo estava em promoção e só fui passando o coitado) além de ter o recurso Kindle Unlimited, que nada mais é do que a Netflix dos ebooks: você pode ler quantos ebooks quiser pagando R$ 20,00 por mês, porém só pode ler três livros ao mesmo tempo.
O aparelho em si é muito bom, bem prático e bem leve, cabe em bolsa e dá para você ler tranquilamente.
Lembrando que esse post NÃO É PROPAGANDA PARA A AMAZON (mas se a Amazon quiser, estamos aí), apenas decidi fazer pois muita gente fica se perguntando se deve ou não comprar o Kindle, qual modelo é mais indicado e outras coisas. Espero que tenham gostado e digam aí para mim se vocês querem ou não que eu indique mais produtos que eu tenho (não vou resenhar algo que eu não tenha porque... né?) e o que eu acho deles.

Compre o seu Kindle na Amazon!


Imagem: Giphy


Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube


E você, tem um Kindle ou tem interesse em comprar? Deixe nos comentários qual modelo você tem e vamos conversar sobre este e-reader fantástico!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2021

Como organizar seus estudos!

Publicado em: 01 de fevereiro de 2019

Revisado em: 15 de dezembro de 2020

Organizar os estudos é uma coisa que eu tento todo ano fazer e, a cada ano que passa, acredito que eu consigo me organizar mais. Então resolvi fazer este post para ajudar vocês a se organizarem melhor para os estudos. Ah, e acredito que algumas dicas também são válidas para Home Office!

 


1. Tenha (e use) um planner

Não adianta nada você ter um planner e deixa-lo de decoração na bolsa. Agora ter um planner e usá-lo, sabendo se organizar e diferenciar as prioridades faz toda a diferença, acredite em mim. No final da faculdade, eu tinha um planner e uma agenda para organizar tudo nos mínimos detalhes e, felizmente, voltarei com essa prática em 2019.

2. Tenha um ambiente organizado

Para estudar em qualquer lugar, essa dica é uma das principais: ter um ambiente organizado. Uma iluminação boa, se você gosta de decorações para se sentir motivado coloque poucas (não vale lotar a mesa de decoração e não ter espaço nem para uma caneta).

3. Saia das redes sociais

Esse é um dos tópicos mais importantes. Na hora do estudo, não vai ter “uma olhadinha rápida no WhatsApp”, “uma atualizada nas notícias do Twitter” ou “uma pausinha no Facebook”, pois muitas vezes essa pausa dura um tempão. Uma dica é ter uma organização de horários. Vamos supor que você tem prova de História e Biologia e precisa estudar para as duas. Após terminar uma matéria, dê uma pausa rápida de 20 minutos (pode ser o tempo que achar melhor, mas use com moderação) e vá para a próxima matéria. 

Porém caso você ainda tem receio de acabar burlando os horários ou perde a noção do tempo, há extensões no Chrome que podem te ajudar a manter o foco e bloquear redes sociais enquanto você estuda. Um plugin que vi muita gente falando é o BlockSite.

4. Deixe o celular de lado

Não adianta nada bloquear tudo no Chrome mas ter um celular com todas essas aplicações. Deixe o celular de lado e, se possível, desligado. Assim o foco vai ser totalmente no que você está fazendo.

Imagem: Tumblr

5. Defina suas prioridades

Essa é, para mim, a tarefa mais difícil. Tente ter prioridades conforme o que vai chegar durante as semanas e vá fazendo da mais urgente, com a data de entrega mais próxima, primeiro e as outras por último.

6. Listas de exercícios são suas melhores amigas

Quando eu fiz Letras, não tinha muitas listas de exercícios, então não sabia como elas eram boas. Porém, ao entrar na Engenharia da Computação, o que eu mais vi foram listas de exercícios e percebi o quão boas elas são. Elas ajudam a fixar a matéria e a compreender tudo muito melhor. E é muito bom entender a matéria que o professor passa.

7. Anote tudo o que é dito em sala de aula

Sim, é possível. Uma das coisas que eu fazia era prestar mais atenção na explicação do professor do que no conteúdo no quadro. Anotava o que o professor dizia em uma folha avulsa e tirava fotos do conteúdo do caderno das outras pessoas com a matéria. Enquanto passava a matéria a limpo no meu caderno, acompanhava com as explicações e colocava tudo em post-its perto da anotação. Na hora do estudo ajuda MUITO.

8. O YouTube pode te ajudar

Existem muitos canais no YouTube com conteúdos mais do que interessante para os estudos. Para a área da Engenharia e os muitos cálculos, utilizei os vídeos do Grings (O Matemático), Me Salva, Ferretto (Ferretto Matemática) e Projeto Plim. Porém, dependendo do assunto, há muitos canais que podem te ajudar.

Imagem: Giphy

Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube

E aí, gostou das dicas? Deixe o seu comentário que é sempre muito bem vindo! Inclusive, que tal mandar para aquele coleguinha que precisa de uma ajudinha para estudar?

segunda-feira, 4 de janeiro de 2021

Fotos antigas encontradas nos posts antigos

 Encontrar algumas coisas que nem a gente lembrava que existia é uma coisa muito boa, não é mesmo? Quando o blog Loucuras ao Vento estava chegando ao fim do contrato da hospedagem, eu fiz um backup de todas as postagens para o meu Word e salvei tudo no Drive. Observando todas as postagens, resolvi encontrar as postagens de fotos de 2015 para organizar tudo. e tive várias lembranças de quando tirei as fotos. Aí, no lugar de ficar repostando as postagens, resolvi juntar tudo aqui.



Acredito que todas as fotos são do ano de 2015, mas algumas não tenho informação sobre qual o mês que tirei.










Estas fotos que vocês vão ver são de setembro de 2015, quando fui ao Rock in Rio ver o Queen. Aproveitei e fiquei o fim de semana turistando em terras cariocas e até realizei o meu sonho hipster de comprar um café na Starbucks! Hahaha, não achei muita coisa (o que eu achei de muito foi o preço, muito caro), mas valeu a experiência.






Estas são de novembro de 2015, e eu tive que ir a outro campi da universidade para participar de um evento e, obviamente, rendeu muita foto bonita na minha opinião.





 E vocês, gostam de desenterrar fotos e lembranças também? Eu gostei muito de reviver essas memórias e compartilhá-las aqui com vocês!



Acompanhe também nas redes sociais!
Twitter | Facebook | Instagram | Twitch | YouTube

sexta-feira, 1 de janeiro de 2021

Sobre 2020

Poderia começar esse texto de muitas formas. Fazendo uma pequena retrospectiva do ano de 2020, mas esse não é muito o meu estilo. Poderia comentar sobre o que aconteceu esse ano, mas aconteceu tanta coisa - incluindo muitas coisas que se um viajante do tempo nos contasse lá em janeiro, ainda assim não acreditaríamos -, que nem sei por onde começar. Parecia que seria um ano como qualquer outro - pessoas fazendo planos, organizando as coisas e aquele ar de renovação que apenas uma virada de ano pode nos proporcionar - afinal, são mais 365 dias pela frente, se a gente se organizar é capaz de dar tudo certo.

Só que o ano foi totalmente diferente a partir de março. Foi como se o relógio tivesse parado por um tempo, depois pulado para algum tempo depois e, quando assustei, era dezembro mais uma vez. Poderia vir aqui e dizer para vocês que o ano foi terrível para mim e tudo mais, mas acontece que o ano foi surpreendentemente positivo.

Claro, a saúde mental definitivamente está prejudicada, bem como a alimentação e a minha rotina, mas, no geral, foi um ano bom. Para começar, não tive nenhum surto da Esclerose - o que, cá entre nós, foi um senhor avanço com direito a bolo. Voltei a estudar, desta vez com o foco em pedir transferência. Afinal, com as aulas em casa eu não preciso pegar condução para ir e voltar, o que me ajuda muito. Resolvi voltar a fazer lives e, muito provavelmente, devo continuar fazendo lives e vídeos para o YouTube pois isso me fez bem no finalzinho do ano e eu conheci novas pessoas fantásticas e reaproximei de outras por conta disso então é algo que quero continuar.

Acredito que 2020 me fez ver que tudo bem fazer planos para o seu cotidiano, mas você tem que estar aberta à mudanças e a encarar novos desafios. Então feliz 2021 para todes e espero continuar compartilhando mais conteúdos com vocês! 

quinta-feira, 21 de maio de 2020

Rotina nova desse sétimo mês



Olá pessoas! 
Primeiro: gostaram do layout? Fiquei um bom tempinho no Canva para fazer alguma coisa que eu realmente gostasse e consegui fazer este layout. Até que gostei, só falta atualizar os posts antigos com ele e fazer novos.
Minha visão ainda não voltou no sétimo mês. Se eu voltar a enxergar perfeitamente quando completar nove meses, vou começar a fazer memes que foi uma gravidez, sem brincadeiras. Porém eu estou percebendo que consigo ler algumas coisas extremamente coloridas (estilo preto e neon) e achei isso um senhor avanço.
Este final de maio resolvi fazer algumas coisas bem produtivas para o blog e para a minha vida. Comecei a fazer caminhada na varanda de casa, que é um espaço bem grande e dá para ficar 1h andando em círculos aqui. Resolvi utilizar meu planner para resolver algumas coisas do blog e estudei muito sobre redes sociais, blogs e etc para melhorar meu conteúdo para vocês. O post falando sobre as minhas fontes de estudo está sendo preparado, mas se vocês quiserem saber mais sobre a rotina e como eu estou me organizando, é só deixar um comentário que eu tento escrever sobre. 
Ah e outra coisa: senti minha criatividade muito mais aflorada, então preparem pois eventualmente aparecerão muitos textos para vocês.
Só que nem sempre as coisas dão certo meus caros amigos e amigas. Desde março ou começo de abril, parte do meu teclado resolveu não funcionar e a pessoa pensou que seria uma boa ideia arrumar o teclado. Resumo: tirei uma tecla para nada e não resolvi o problema. Isso sem falar que o pc de casa também está precisando ser formatado e está dando erro ao iniciar. Então eu tenho um notebook para formatar e arrumar o teclado e um pc para formatar e um teclado para comprar, já que o teclado do pc também deu problema. 
Alô empresas que arrumam notebook, se quiserem patrocinar a arrumação, o e-mail está na aba contato. Brincadeira, mas se quiser podemos conversar hahahaha
O mês foi mais tranquilo e eu até achei bem rápido. Parece que o dia das mães foi ontem quando, na verdade, estamos a uma semana de junho. Dá para acreditar?
Falando em junho, acho que vou colocar canjica na minha lista de itens essenciais para manter em casa. Como não vamos ter festa junina, pelo menos podemos comer uma canjica (disse a pessoa que comeu canjica no começo do mês, mas relevem), certo?
E mais uma coisa (estou parecendo vendedor da TekPix, nunca acaba o que tenho que falar): no dia 2/06 vou completar três meses com a minha medicação nova e acho que em junho deve ter dois posts do diário: um para atualizar e outro para falar sobre a minha convivência com o medicamento. Vocês gostariam de saber mais?

sábado, 16 de maio de 2020

Você não ligou no dia seguinte

Lembro daquele dia, do nosso primeiro encontro. Nós dois estávamos indo ver um filme perto do dia dos namorados. Eu já estava extremamente atrasada por causa do trânsito de Belo Horizonte e, felizmente, você não me deixou plantada lá no cinema. Após um tempo, finalmente nos encontramos e fomos assistir a um filme. Como os ingressos para outros filmes estavam esgotados, acabamos por indo assistir um filme de romance bem meloso quando nós dois queríamos ver um filme de ação. Não foi o melhor encontro, mas foi melhor que o meu primeiro. Até me lembro de ter te roubado um beijo depois do filme e não deu em nada no final. 
Você não ligou no dia seguinte. Não mandou mensagem. E nem no próximo. No terceiro, enviei uma mensagem que nunca foi respondida. Você simplesmente sumiu.
E não me pergunte o motivo que eu estou escrevendo este texto para você depois de quase quatro anos disso. Eu realmente não sei. Talvez o fato de você não ter nem se despedido ou me olhado surpreso quando te beijei mexeram comigo de alguma forma. Talvez fosse a primeira vez que não criei tantas expectativas com alguém. Talvez seja o fato de que eu tive a atitude de te beijar. Talvez seja por tudo isso que o encontro com você mexe comigo até hoje.
E, caso você esteja lendo, obrigada. Obrigada por não ter ligado no dia seguinte.
Se você tivesse ligado, talvez esse texto nunca existiria.

Imagem: Tumblr

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Seis meses se passaram



Seis meses se passaram desde quando perdi parte da visão por conta da Esclerose Múltipla. Por mais que os resultados dos meus exames mostrem avanços e indicam que eu possa recuperar a visão, eu ainda fico bem receosa. Nunca um surto demorou mais que três semanas para a total recuperação e isso me deixa bem preocupada. E se eu perder parte da visão para sempre? Claro que essa hipótese não me assusta tanto quanto antes, mas é algo a ser pensado. Acredito que eu dei uma acostumada com a baixa visão. É uma coisa incômoda, mas só de eu não perder mais boa parte do meu dia literalmente chorando por causa dela, já é um avanço.
E continuamos de quarentena por aqui. Saí para ir à oftalmologista fazer alguns exames e devo retornar em alguns dias para fazer a tomografia e outros exames. Minha neurologista disse que vai me atender assim que a pandemia acabar, tirou minhas dúvidas por telefone e disse que qualquer outra dúvida que eu tiver é para entrar em contato com ela por telefone, para preservar minha saúde o que eu achei bem certo da parte dela.
E essa semana eu vi muitas pessoas comentando sobre o que tem falta desde quando a quarentena começou. Uma das coisas que eu sinto falta é a academia. Nunca me imaginei dizendo isso, mas estou com saudades de ficar suando em uma esteira de frente ao ventilador enquanto escuto Shakira ou Within Temptation no máximo volume. A segunda coisa é a questão da rotina. Tentei muito manter um ritmo aqui em casa para arrumar postagens no blog, organizar armários e tudo mais, mas ainda não achei suficiente. Sem contar que a casa está muito mais arrumada nesse período de quarentena do que antes, ou seja, o que mais estamos fazendo é limpar a casa (o que é bom, é um hábito que quero manter quando isso tudo acabar). Terceira coisa: visitar as pessoas. Por mais que eu visite mais a minha tia e que não saia tanto assim com meus amigos, sinto falta de sair para conversar com as pessoas cara a cara, sem ser por voz ou por uma tela de celular. E a última coisa: jogar no computador. Ainda jogo, mas o computador em que eu fazia lives começou a ficar muito lento, o que impossibilita jogar e fazer lives e como eu estou com saudades de fazer transmissões ao vivo. 
Mas não é só de coisas que eu sinto falta que essa quarentena está servindo. Também estou mudando muitas coisas em mim extremamente positivas. Estou reaprendendo a cozinhar, aproveitando que a minha irmã está aprendendo. Estou voltando a ter o hábito de ler, por mais que eu esteja lendo Para Sempre faz duas semanas e estou na metade do livro. Acho que eu perdi muito a vontade de ler romances depois que li muitos livros da Sara Shepard. Comecei a fazer alguns cursos online para melhorar meu currículo e minhas habilidades (em breve vou fazer um post com indicações de cursos gratuitos).
Isso é só uma parte das coisas que estão acontecendo nesses dias de quarentena e dar um pequeno update sobre a minha visão. E vocês? Estão tendo hábitos novos nessa quarentena?

segunda-feira, 23 de março de 2020

Surtada e em quarentena



Olá pessoas!
Faz muito tempo que não escrevo aqui, então perdi um pouco o ritmo de como escrever no blog. Bom, as postagens estão sendo programadas para voltar duas vezes por semana em julho e já comecei a organizar as postagens de agosto! Já a produção de vídeos está parada e as lives talvez voltem esta semana.
Resolvi fazer um grande update na minha rotina e contar um pouco do que aconteceu nos últimos dias, já que a última atualização sobre a Esclerose Múltipla que fiz aqui é do dia 24 de dezembro de 2019.
Em janeiro eu troquei de neurologista e de medicação. Antes eu tomava o Avonex uma vez por semana e era um saco tomar injeção toda semana. Na época, ele foi o mais indicado para mim por conta da minha idade (eu tinha 17 anos), mas com o tempo acredito que ele acabou ficando leve para o meu organismo. Conversei com minha neurologista (a consulta durou mais de uma hora) e ela optou em trocar para o Fumarato de Dimetila (ou Tecfidera).
Entrei com o pedido na Farmácia de Minas e o remédio foi liberado no dia 28/02/2020 e a minha primeira dose foi no dia 02/03/2020 às 20h. Seguindo orientação médica, fiquei uma semana tomando a dose de 120mg duas vezes ao dia - uma de manhã e outra à noite - durante uma semana. Não tive nenhum efeito colateral nesse tempo, o que eu achei fantástico. 
Quando a dose de 120mg acabou, comecei com a dose de 240mg duas vezes ao dia e essa eu achei um pouco mais forte (obviamente) e comecei a ter dores de estômago muito fortes, sensação de calor e uma leve sensação de queimação nas costas, motivos que me fizeram dar um tempo nas lives. 
Conversei com a nutricionista do programa Bia e ela me deu várias dicas para diminuir os efeitos colaterais. Consultar com um nutricionista sempre tem o seu lado bom e o seu lado ruim - ao mesmo tempo que eu vejo que tem muita coisa que eu como direito, tem muita coisa que eu como errado. Um exemplo é o sorvete. A nutricionista me disse que o sorvete pode aumentar muito a dor de estômago (achei o motivo de que fiquei três dias com o estômago doendo), sendo que eu AMO tomar sorvete, principalmente de flocos.
E, durante esse meio tempo, surgiu o surto de COVID-19 e a orientação para todos é simples: NÃO SAI DE CASA. Como eu estava com uma sensação de calor e queimação que emendou com a dor de estômago, estava em casa desde o dia 11/03, não saindo para a academia e nem para consultas com a psicóloga. Eu também estou super acostumada a ficar em casa, já que eu fico mais tempo em casa do que fora dela desde outubro de 2019. A quarentena não me afetou tanto assim, mas sei que muita gente não sabe o que fazer. Então, vendo as muitas recomendações de pessoas no Instagram de várias coisas para fazer, vou ver se posto nos meus stories (deixando salvo como destaques depois) algumas recomendações de séries, livros, cursos, podcasts, jogos, filmes e etc. Inclusive, se você tem alguma recomendação, pode deixar aqui nos comentários! E não deixe de me seguir no instagram!
Nesta semana eu ainda vou ter conversa com o coach do programa Bia e com a enfermeira (ou o enfermeiro, a atendente não especificou) e assim que essas conversas acontecerem, devo dar uma atualizada aqui. E se vocês quiserem saber mais sobre a minha adaptação com o novo medicamento, deixem nos comentários também. Talvez eu faça um post somente sobre isso no futuro.
Então lavem as mãos, bebam água e, se possível, fiquem em casa!